6.11.04

Raku

A queima de Raku produz na cerâmica resultados bastante peculiares. A peça passa por um processo de queima mais acelerado, sofre violento choque térmico no resfriamento e a ação da combustão da serragem, que provoca uma redução na argila e nos esmaltes. A redução se caracteriza pela diminuição do oxigênio presente na atmosfera da queima, provocando modificação na aparência final da argila, que torna-se negra, e na cor dos esmaltes.


As peças são tiradas do forno nesse estágio, ao atingirem a temperatura de 1.000 graus (ponto de fusão dos esmaltes de baixa)





Imediatamente, são jogadas sobre a serragem, incendiando-a com a própria temperatura.





Cobrimos as peças com mais serragem...




...e tampamos para que o oxigênio seja consumido.




Após alguns minutos, retiramos as peças usando uma grande pinça...




...e mergulhamos as peças na água, para completar o resfriamento.

Texto e fotos: Luciana Chagas

Um comentário:

Flávia Siqueira disse...

Cara Luciana

Parabéns pelo seu trabalho!
Quero iniciar nessa atividade e gostaria de trabalhar na área de bijouterias de cerâmica, desta forma gostaria de saber se vc dá cursos intensivos para esta finalidade e técnicas do raku para a produção de peças em cerâmica para as bijouterias com alto padrão e design diferenciado??
Moro em Campos-RJ, daí a importância de um curso "rápido" pois tenho outros afazeres aqui.
meu email é : flavia.siqueira@yahoo.com.br
grata
no aguardo